A vantagem de uma cidade grande como o Rio de Janeiro é as diversas formas de se chegar até lá, inclusive de navio.

Separamos as três principais vias de acesso:

Via Aérea

Para quem estiver a distâncias maiores – nosso caso – o mais recomendado é via aérea.

A cidade possui dois aeroportos: o Santos Dumont e o Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão). O primeiro fica mais próximo à Zona Sul e a decolagem e aterrissagem são emocionantes. Você jura que o piloto não vai dar conta e o avião vai direto para o mar, mas calma que tudo dá certo.

Tivemos a oportunidade de assistir decolagens e aterrissagens nesse aeroporto quando fizemos o passeio de veleiro com a Krause Sailing, e lógico, logo pegamos o celular para filmar esse espetáculo. Olha só que irado!

As passagens aéreas e ofertas de horários de voos são melhores para o Galeão, mas ele fica bem distante do centro da cidade. Então na hora de escolher seu voo calcule bem para o tiro não sair pela culatra.

Independente de qual aeroporto chegar, para se deslocar até o seu destino, uma boa opção além dos ônibus é o Uber, que sai bem mais em conta que os táxis. Caso prefira esse meio de transporte utilize os comuns, com pintura amarela e listra azul.

Saindo de Cuiabá: já existem voos diretos de uma capital para a outra, mas os preços e horários nem sempre são atrativos. Desta vez fomos com a empresa Azul e fizemos conexão em Confins (Belo Horizonte) na ida e em Viracopos (Campinas) na volta. Foram 5 horas de viagem no total.

Por terra

Também é possível chegar ao Rio de carro ou de ônibus. O Estado faz divisa com São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo.

Da capital paulista até a carioca são cerca de 400 km percorridos pela via Dutra. Também é possível ir pelo litoral norte pela estrada Rio-Santos, mas o caminho é mais longo.

De Belo Horizonte até o Rio são em média 430 km, a maior parte deles pela BR-040. O acesso ao Rio por essa BR também é valido para quem vem do Centro-Oeste. Dizem ser uma estrada muito bonita por passar pela região serrana.

Saindo do Espírito Santo e dos estados do Sul e do Nordeste Brasileiro, o acesso ao Rio de Janeiro é pela BR-101.

Caso prefira ir de ônibus a oferta desse meio de transporte também é grande. As empresas que fazem esse traslado são: São Geraldo, Itapemirim, Cometa, 1001, Águia Branca e Penha, que têm saídas das principais capitais do País e elas geralmente são diárias.

Pelo mar

É comum navios ficarem ancorados durante um ou dois dias. Assim, os passageiros podem aproveitar para explorar um pouquinho da capital carioca.

Uma boa dica para quem quer conciliar os dois passeios é escolher a época do Réveillon. Imagina que incrível deve ser assistir à queima de fogos da Praia de Copacabana de dentro do navio?